quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Enfim, meu querido amigo


Antes de chegar até aqui
Já chorei, lamentei
E esqueci o que é sorrir.

Faltando a libertade
Fiz meu pensamento
Prisioneiro do meu coração.

Minha vida que era alegria
Em um momento
Virou uma amarga fantasia.

Com rios turbulentos
Perdi na noite
O sono tranquilo.
Era mais fácil desistir
Mergulhar na escuridão
Até me fazer pensar
Que meu anjo foi embora.

É minha culpa?
Porque ?
Minha vida virou ilusão.    
Mas entre tanto sofrimento
Ainda espero
Um novo dia.

Para me fazer entender
Que nos caminhos que passei
E pensei estar sozinho
Uma luz esteve comigo.

Era meu amigo
Eu não sabia
Era meu anjo
Que me seguia.

Esteve sempre comigo
Não me abandonou na escuridão
Foi a espada e o meu escudo
Nas batalhas desta vida.
Passem os dias e as noites
A partir de hoje
Eu entendo e agradeço
Com carinho e gratidão.

Para meu anjo
Que não me deixou desistir
Enfim, meu querido amigo.





Imagem; Young Couple by Peter Griffin