sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Escritor prisioneiro

Há quem diga
Que para ser livre
Basta fechar os olhos
E deixar o pensamento voar.

Nas palavras lançadas ao vento
Livres voam para qualquer lugar.

E ao escritor que apenas liberta o seu pensar
Por um momento é livre
Em sua inspiração.

Mas, logo ao final da sua escrita
O ponto final liberta as palavras
E volta a aprisionar o escritor
Ate o seu próximo rabiscar.

                                       
                                         Rodrigo Marcs

terça-feira, 22 de novembro de 2016

Ventos felizes

Amanheci feliz
É domingo de sol
Que aquece o meu pensar.

Abro a janela
A porta e o pequeno portão da varanda
E recebo o vento de verão
Que parece ventos de outono.

Que traz felicidade
Que alegra o coração
E o meu pensamento

Sensação que nesta manhã chegou
Com o vento suave que pela casa passeia
Que bom!
São ventos felizes...