domingo, 18 de dezembro de 2016

Brilho de luar

Na areia vem e vai
As ondas do mar
Vem saudade
E a lembrança do seu olhar.

Areia que beija
A face do mar
Que vontade eu tenho
De lhe beijar e te amar.

É brilhante quando vem
As ondas do mar
Durante o dia
Ou com o brilho do luar.

Um passeio de mão dadas
Ondas que vem e vão
Queria você ao meu lado
Como ondas do mar
Para nunca mais me deixar.

                                   
                                  
                                        Rodrigo Marcs

sábado, 17 de dezembro de 2016

Valsa azul

Na suavidade
Seus passos
Passeiam como vento.

Que flutuantes
Na beleza me encanta
O seu dançar.

Essência de amizade
Amor e emoção
A dança que me acalenta
Tem o brilho do seu olhar.

Nesse belo pôr de sol
Querida vem comigo
A valsa azul podemos dançar.

            
                                         Rodrigo Marcs

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

Terrario dos sonhos

Em dias de solidão
Algo acalma o coração
De um velho senhor
Esquecido por seus entes queridos.

Em um lar de idosos
Entre tantos corações
Pode um simples gesto de arte
Motivar cansado coração.

Como o cuidar de um jardim
Que o perfume das flores faz reviver
Lembranças distantes.

Mas aquele senhor
Tem um hobby
Que alegra os seus dias
Fazendo terrareos.

Que são belos
pequenos jardins
Onde se prende a beleza
Em um micro ecossistema
Que liberta a curiosidade
E a inspiração para esse senhor
Enfim sonhar.

                                    
                                     Rodrigo Marcs

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Em meus olhos, gota de orvalho...

Na janela corre suave
Passeia ate o chão
Cristalina gota de orvalho.

Momento simples
Que passa suavemente
Escorrendo no vidro embaçado
No amanhacer a suave chuva fina.

Gota delicada
Que há meus olhos encanta
Passa veloz esse momento
Que fica guardado no meu lembrar.

Ate correr por meus olhos
As gotas de orvalho
Que guardo em meu rabiscar.

       
                     
                                       Rodrigo Marcs

sexta-feira, 9 de dezembro de 2016

Lembra de mim

Espero na noite
Em companhia das estrelas
E o céu iluminado.

Uma lembrança
Do seu coracão
Que espero venha logo.

Quando chegar
O vento suave
Na noite em brilho de luar.

Passam as horas
E logo vou dormir
Esperando você lembrar de mim.

                                    Rodrigo Marcs