segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

Viagens no Sonho Azul



Ao fechar os olhos
Em uma fração de segundos
Visualizo inúmeras cores.

São fusões cintilantes
Raios estrelados
Lançados sem direção.

Estranho lugar
Que o tempo não passa
Mas passa veloz
Relógio quebrado
Pairando no tempo.

Olhos fechados
Para não entender
Mas se perder
Em um labirinto na mente
Onde tudo acontece
Sem direção.

Vejo um deserto no espaço
Confusões do sentimento
Efeito passageiro
Que passa
Ao piscar os olhos.

Em segundos tudo acontece
Fazendo surgir o enfeitiçado trem
Que pelos trilhos da mente
Vaga sem direção
Sem encontrar sua estação
Como manda o coração.

Ao fechar os olhos
Quero esquecer o tempo
E assim mais uma vez viajar 
No encantado Sonho Azul
O trem dos meus pensamentos.
.





Redemoinhos Azul por Sharon Apted


Eu e minha máquina do tempo

São 16:45 no velho relógio de bolso É inverno em Londres Fria tarde de 1875. Dias que passam sem sol Apenas nuvens vem dançar Carr...