Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2012

Quando virar um sonho

Perdeste pela noite
Em caminhos enigmáticos
Tempo valioso.
Não achando saída
Restaram suas lágrimas
E sonhos perdidos.
A vida maltrata e liberta
Entre portas fechadas
Existem janelas abertas.
É preciso mudar
Pensamento e coração
Ainda há tempo
Para recomeçar a sonhar.
Mudar como um dia
Que é diferente do outro
A primavera que se renova
E cada vez é mais bela.
Como a chuva que é fria
Em noite de solidão
Também pode ser quente
Em uma história de amor.
Não perca tempo
Minutos preciosos
Precisam ser felizes
Preciosas recordações.
E ao passar os anos
Quando virar um sonho
Será eternamente lembrado
Pela força do seu coração.

Quando virar um sonho
Imagem;  Em Um Sonho por Effy Huang

Seu nome é rosa angelical

Bela mulher guerreira
Que certa vez conheci
É um sonho encantado
Que fez meu coração sorrir.
Conquistaste minha amizade
Uma rosa azul
Para seu jardim. Será que é real?
Quem sabe!
Um ser angelical.
És abençoada pela verdade
Sincera com seu coração
Me deixa feliz
Em escrever e dedicar
Um presente em palavras.
Para uma mulher especial
Aos olhos carinhosos
De um escritor sonhador
Seu nome é...rosa angelical.

Texto dedicado a minha amiga Rôsangela

Seu nome é rosa angelical
Imagem;  Rosa florescendo 3 por Mikaela Dunn

Amanhecer em um mirante azul

Sinto a brisa no amanhecer
Neste mirante
Na beira do mar.
Onde meus olhos se perdem
Deixando meu coração voar
Entre um suspiro profundo
E a imensidão deste lugar.
É bela sintonia
O mirante e o horizonte
A natureza meu sonho e o mar.
Neste mundo turbulento
Onde é difícil ser compreendido
Como um sonho verdadeiro.
Deixo multiplicar meus pensamentos
Quero ser feliz
Amar e ser amado.
E ao amanhecer neste mirante azul
Boas vibrações
Eu sei!
Irão chegar.




Amanhecer em um mirante azul
Imagem; De madrugada por Bobby Mikul

Rosa sem jardim

Na janela fica todo dia
Sentindo a fria chuva forte
Ou a morna chuva fina.Ela fica sozinha
Na janela sem jardim
Onde a vida passa a cada dia.A rosa na janela
Resta esperar
Pelos ventos da primavera
Trazendo paz e alegria
Para não ficar mais sozinha.

Neblinas no destino

Ao amanhecer
Ele ainda tem força
Para abrir a janela.No alto da montanha
Em um velho
Branco castelo.Onde a neblina se mistura
A grandiosas árvores
Em reação mística.Fazendo seu olhar
Buscar no horizonte
Seu sonho perdido.O sol já vem chegando
Olho de fogo que nasce
Lançando seus raios
Pela floresta de carvalho.E essa neblina
Que passa como tempo
Um detalhe a recordar
Em mais um dia que vai passar.Este senhor tem seu lamento
No tempo que na juventude perdeu
Sendo egoista
Não tendo amizades
Laços verdadeiros
E o amor sincero.E agora resta o amanhecer
Para admirar a neblina
Que passa rapidamente
Como passou a sua vida.Esse seria seu destino
Mas ao piscar os olhos
Ele despertou deste pesadelo.Não é este o seu futuro
Antes que a neblina
Mude seu destino
Poderá recomeçar.