quarta-feira, 29 de julho de 2015

O escritor apaixonado

Entre as letras se esconde
Na alegria ou na tristeza
Seus pensamentos compartilha.

É sonho que vira realidade
É a realidade que vira fantasia
Chove no amanhecer
Lágrimas caem no entardecer.

Não lamenta o passado
Se encanta pelo futuro
Se lança em viagens nas palavras
A todo instante
Sozinho ou buscando a sua amada.

E quando desatento
O amor lhe encontra
Ou pela Bela é resgatado.

As letras mudam
O coração se conforta
Se aconchega, ao receber um abraço quente.

Nas palavras e em seus rabíscos
O amor chegou
Chuva doce
Doce mel
Beijo doce
Quem sabe um dia lua de mel.

Tudo fica fácil
Letras decoradas, rabiscos
Tudo é perfeito
Corações em cada detalhe
Ao se lembrar de um suave beijo.

Ao escritor apaixonado
Que ainda tem uma história a contar
Agora não mais sozinho.

Enfim arruma suas malas e vai viajar
Ao lado de sua amada
No mar azul da felicidade.




Dedicado a minha Linda, minha doce 
Lara.

sábado, 27 de junho de 2015

Tchau...

Hoje vou sair cedo
Te deixo em sonhos
Me desculpa é seu aniversário
Mas devo partir.

Vou viajar, passar por vilarejos
Por músicos na beira da estrada
Celebrando a alvorada.

Na música lembro de ti
Na poesia que irei te ofertar
Paro por um instante
Para ver o trem passar.

Mas levo comigo
Seu sorriso, não esqueço
Seu beijo, inesquecivel
Seu abraço apertado
Gravado no meu pensamento.

Se uma lágrima cair, não tema
É sinal que um sorriso de felicidade
está prestes a nascer.

Por isso me espera
Fui buscar o seu presente
Tchau, volto no entardecer.

quinta-feira, 9 de abril de 2015

Simplesmente sorriso e olhar

Cai a chuva
Molha o jardim
Ela é encanto
Quando olha para mim.

Já passou mês de março
E as chuvas tambem
Não passa o meu  pensamento
Que sempre voa para ela.

Existe amizade é verdade
Começo de amor
Deus é quem sabe.

No relógio da praça espero
Passa tempo, tic, tac
Parece o meu coração
Que acelerado bate por ela.

E no fim da tarde
No passeio aconteceu
Um beijo inesperado
Por que devo ser condenado?

Ela raptou o meu coração
O que é um inocente
Beijo roubado.

É assim acontece
Amizade vira amor
Sorriso e olhar vira beijo
Para o coração compartilhar.

domingo, 1 de fevereiro de 2015

É bela é lua de mel

Admiráveis lembranças
Que em segundos
Me lançam ao passado.

Depois de uma festa
Com poesia e canção
Brotava o desejo.

Dois corações
Em lua de mel
Uma viagem
Um passeio de balão.

Com coragem partimos
E o frio ao nosso lado
Que separado foi
Por um abraço apertado.

Um beijo nascia
A favor  do vento
Onde o tempo e perfeito
É naturalmente.

Sem ter pressa
Sem paradeiro
Apenas admiravamos
Envolvente passeio.

Vento gelado
Chuva forte
Tempestade tropical.

Aurora boreal
Outrora é mágica
Rabicos encantados
Portais para outras dimensões.

Aventureiros a sonhar
Das alturas admirar
Lagos, montanhas distorções enigmáticas
Névoas e oceanos
Que me pareciam sem fim.

Orcas em velocidade
Reais para muitos!
São monstros marinhos?

Muralhas sem fim
Florestas petrificadas
E o deserto que não se sabe
O que é real ou miragem
Ate um oásis no meio do nada.

Inesqueciveis lembranças
A cada momento
Ínumeras histórias a contar.

60 anos de aventura
Ate a eternidade
Enfim chegar.

quinta-feira, 29 de janeiro de 2015

Eterno jardim

Já despertas
Neste amanhecer
Com vento suave
Que vem balançar a janela.

Distantes do mundo
Entre campos floridos
Lagoas e montanhas
Vivo com ela
Admirável sonho.

Flores rodeiam
A velha casa de madeira
Gotas finas de orvalho
Tocam a tua face.

Brilha seu sorriso
Se mistura aos raios de sol
Rosas, Tulipas
Orquídeas e Jasmin.

Tudo fica mais belo
Se você está por perto
E não me encomoda
A mão na terra tocar.

Ao seu lado
Cada segundo
Se faz especial.

Ao cair a chuva
Como presente
Gotas de vida deixar cair.

Ficarei ainda mais feliz
Em cuidar ao seu lado
De nosso eterno jardim.

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...