Translate

terça-feira, 3 de dezembro de 2013

A carta azul

Hoje o som no telhado
Me fez lembrar de você
Com o cair da chuva forte
Meu coração me fez escrever.

Já faz muito tempo
A vida passou
Histórias foram contadas
Fui feliz longe de ti
E você longe de mim.

Talvez ainda sejamos amigos
Enamorados em sonhos
Feliz sentimento encantado.

Espero que ao deslizar seu olhar
Nesta especial mensagem
Que não exista motivo
Para as lágrimas derramar.

E sim motivos para sorrir
Se lembrar  de mim
Em pensamento onde eu estiver
E certo vou me encantar.

E quando chegar a hora certa
Quem sabe na noite de natal
Talvez a gente se veja.

E com carinho te entregar
Um presente, o meu coração
Seja na amizade ou no romance
Ele sempre foi seu.

Escrevi letras douradas
Criei frases estrelas cadentes
Que coloco em uma carta azul
Me lembrando a felicidade
Que sempre desejei a você.               

segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Ao caminhar no tempo

No amanhecer irei passar
Sou viajante nesta jornada
Que marco a cada passo
Tenho a estrada como morada.

O céu e as nuvens me acompanham
Vigiam meus passos
Seja em meu dia ou na noite
Com a luz das estrelas.

Podem dizer que viver assim
Não tem sentido
Sem se prender no cotidiano
É certo não é facil andar sem destino.

O desejo de encontrar algum lugar
Ou apenas para olhos atentos
Ser encontrado.

O que tenho junto ao vento
Alegria em viajar
Dia após dia
E se cansar sou caroneiro.

Paisagens se mostram em cada lugar
Tenho todo tempo para contemplar
Cada detalhe, o trem passando
Ao lado da grande montanha.

Um momento, apenas um segundo
Uma borboleta que pousa na flor
Um passáro pequeno é o beija flor
Uma lágrima  de alegria
É minha em poucos momentos.   
            
Tantas histórias posso contar
Escrevo e guardo na velha mochila
Bem ao lado de um rascunho esquecido.

“ Tudo passa
A vida é como um sonho
É como vento, um delicado cristal”

Está é a minha vida
História e jornada
Com a poesia no ar
Quero caminhar no tempo.

               

sexta-feira, 1 de novembro de 2013

A dama esqueceu de mim

Aqui estou(...)
Neste lapso de tempo
Com minha saudade
Buscando na vida
Suave harmonia.

Sei que vida é encanto
Felicidade a gente que faz
O amor acontece como um sonho
Mas como bela flor
Se não regar adormece.

São tantas reflexões
Sobre essas linhas do destino
Que certa vez se encontraram.

E com o passar daqueles dias
Separadas talvez
Nunca mais se encontrem.

Por um momento estou triste
Mas aceito que a vida é assim
Uma grande aventura
Com começo sem pensar no fim.

Respiro profundamente
Acalmo meus pensamentos
E direciono meu olhar
Em meus rabiscos em papel sulfit
E tento terminar o que comecei.

Não culpo a dama
Por ter me esquecido
Minha história é utópica.

Ela é passado
Ainda não sei o futuro
Tudo que tenho é a certeza
Que a bela dama
Ainda mora no mesmo lugar.                      

terça-feira, 1 de outubro de 2013

Sempre inverno

Na janela está a bela dama
Com seu manto e seu olhar
Que lançado em fim de tarde
Busca a direção em horizonte escarlate.

Espera na noite
Um momento de paz
O brilho do luar
Ou o rabiscar de estrelas cadentes.

Vivo em seus pensamentos
Sou prisioneiro do seu coração
Navegando entre as estações da vida
No mar de lágrimas que caem no chão.

E quando chegar uma nova estacão
O vento frio avisará
Sobre o inverno.

Espero que seu coracão se liberte
E assim  me liberte
Para que não seja sempre inverno
Para que não sofra
O frio da solidão.                   

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

O poeta e uma lágrima de cristal

É simples assim
Ao chegar com o vento
No dia a qualquer hora
Em noite de chuva.

A poesia que fascina
Delicada ou realista
Transforma o poeta
Faz renovar sua vida.

Das palavras faz nascer
Sonhos e amores no entardecer
E a chuva que cai no amanhecer.

Ao abrir a porta
Se entrar  ilusão
Faz em um rabiscar
A sua inspiração.

Convida anjos e pássaros
Amigos imaginários
Um sorriso que encanta
E a saudade de um amigo perdido.

Pela ação de rabiscar um conto
Faz de sua lágrima um pequeno cristal
Seu mundo perdido, seu paraiso.

Onde esquece o tempo
E se eterniza em cada momento
Que a vida lhe oferece.

                    

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Resgate de Anjo Azul

Ficarei por um tempo esquecido
Recolhido em pensamento
Prisioneiro do coração
Em meu sonho estrela cadente.

Rodeado pelas lágrimas
Que caem na areia
Parecendo as ondas do mar.

Meu sorriso se fechará
E a canção de amor
Como um eclipse ficará
E não será lua Azul.

O vento frio do norte
Não poderá me encontrar
Preso em sonhos espero
Meu anjo azul voltar.

Em forma de amizade
De amor ou esperança
Na vida que renasce
Uma luz na escuridão.

Ao meu sonho irá
Como a chuva no amanhecer
Anjo meu, felicidade
Com asas abertas
Vem me salvar.         

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Botão de Doação

Caros amigos seguidores, hoje adicionei ao Blog um botão para doação de recursos,infelizmente nos ultimos dois anos tive alguns problemas de saúde( Depressão)e ficou cada vez mais dificil dedicar meu tempo ao blog, e o dinheiro se tornou escasso, mas aos poucos graças a Deus venho melhorando.
E o dinheiro se me ajudar a pagar a mensalidade da internet , já tera valido a pena.atualmente moro em um sitio em Miranda -MS e tenho uma renda de 200 reais com a venda de Leite.
eu relutei muito em colocar o Botão de Doação ao Blog que já tem mais de 6 anos, um amigo me disse que se eu quisesse poderia colocar o botão de Doação,e assim se gostarem dos meus textos se quiserem poderão me ajudar, ou se comentarem ou curtirem ficarei feliz e motivado ainda mais a escrever o que deixa o meu coração Feliz....Obrigado pela atenção e que Deus abençoe os amigos que por aqui passam.

terça-feira, 23 de julho de 2013

Sempre inverno


Na janela está a bela dama
Com seu manto e seu olhar
Que lançado em fim de tarde
Busca a direção em horizonte escarlate.

Espera na noite
Um momento de paz
O brilho do luar
Ou o rabiscar de estrelas cadentes.

Vivo em seus pensamentos
Sou prisioneiro do seu coração
Navegando entre as estações da vida
No mar de lágrimas que caem no chão.

E quando chegar uma nova estacão
O vento frio avisará
Sobre o inverno.

Espero que seu coracão se liberte
E assim  me liberte
Para que não seja sempre inverno
Para que não sofra
O frio da solidão.                   

domingo, 16 de junho de 2013

Incrível Best Seller

Um velho escritor
É o que sou
E o fim do meu tempo
Me restando um momento.

Para lhe dizer em palavras
Que histórias nascem
A todo instante.

Umas se dispersam como névoa
E outras se fortalecem nos sentimentos.

Como a nossa amizade
Que me permite dizer
Que serei a poesia em seu jardim
A gota de orvalho em sua janela.

Lembra de mim
Nas linhas da poesia
Que falam de amor
Da lua e das estrelas.

No amanhecer ou na chuva fina
Que molha as flores
No seu jardim.

E saiba que a despedida
Para o escritor
É motivo para escrever.

Minha querida neta
Não chore quando eu partir
Mas escreva
És uma talentosa escritora.

E se as lágrimas cairem
Sejam de alegria
Quando seu lápis no papel se aventurar.

E assim saberá
Que a nossa amizade
Tem a forma de amor.

A nossa história é especial
E em seu coração lembra de mim
Como um precioso livro
Seu mais incrível Best Seller.                    

segunda-feira, 6 de maio de 2013

O escritor dinamarquês

Ao olhar o horizonte
Em mais um fim de tarde
Com minhas lágrimas
Mergulhadas na tinta
Fazendo das palavras marcas no papel
E no meu solitário coração.

Já se passaram muitos anos
Me esqueceram
Nesta casa a beira mar.

O vento frio do mar do norte
É típico dinamarquês
Me faz pensar em querer
Voltar no tempo.

A 5 mil anos atrás
Em tempo de batalhas
Espadas e escudos
Vikings a navegar.

Entre o gelo e a neve
Nada teria a lamentar
Mas a lutar por objetivos
Sonhar e conguistar.

Hoje estou aqui
Sou prisioneiro
Nesta vida que tenho.

Com minha pena de cisne
Na velha mesa de cedro
Ao lado da janela escrevo
Lamento e fantasia.

Ao meu lado a lareira
Na janela bate o vento frio
E na mesa o vinho quente.

Passarei o que me resta deste tempo
Nesta casa entre o frio e a noite
O amanhecer e o entardecer.

Serei lembrado um dia
Não sei! será segredo do destino
Mas o que resta ao meu coração
E esperar pela proxima estação.

Ainda vou lutar
Para não ser lembrança
Rascunho em uma gaveta.

E quando o inverno chegar
Quero ser lembrado
Como a primeira estrela no horizonte
O escritor dinamarquês
Que em sonhos foi navegar.             

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Coração no céu

Eu e você
Neste amanhecer
Entre um sorriso e um beijo
E um envolvente carinhoso abraço.

No parque vamos passear
Entre as flores coloridas
E o fresco orvalho da manhã.

Em caminhos de pedra
Entre a grama molhada
Olhos atentos em cada gesto
Somos um casal apaixonante.

Nosso olhar se lança ao céu
Vamos brincar de encontrar
Formas especiais que as nuvens podem criar.

Um passáro, um velho senhor
Um dragão ou beija - flor
E o que nos chama atencão
Duas alianças e um coração.

Coincidência ou não
Vou resumir a nossa história
Ela casou comigo
E de presente pedi a Deus
Que lhe desse em um belo amanhecer
Um grande coração no céu.               

sábado, 20 de abril de 2013

Pedaço de estrela cadente

Vou caminhar com meus pensamentos
Entre a mata e os raios de sol
Que se lançam por entre os galhos.

Cheiro de terra molhada
Chuva fina que passou
E o cheiro das flores silvestres
Que se misturam ao suave vento.

Em cada passo
Pássaros pequenos se dispersam
São detalhes em minha descoberta
Do encanto de vida deste lugar.

Deixo para trás as ilusões
E contemplo minhas emoções
A natureza é assim
Renova e resgata o coração.

Sigo calmamente na trilha
Vou desbravar
Respiração agitada
E as batidas do meu coração.

Que se confundem com o vento
E o barulho da cachoeira
Escondida na mata
Em algum lugar.

Ao chegar no riacho
Já é meio dia
E algo me chama atenção.

Dentro d'gua
Brilha entre o cascalho
Será um diamante?
Entre os pequenos peixes
Que parecem nadar em sintonia
Com a leveza da corrente
A beira da cachoeira azul.

Não penso, eu arrisco
Entre as pedras e os peixes
E o frio das aguas do meio dia.

Em um mergulho profundo fui buscar
Meus pensamentos foram comigo
O que será?
Coração bate mais forte
Ate enfim descobrir
E na palma da mão colocar
Pequeno pedaço de estrela cadente.

                     

quarta-feira, 17 de abril de 2013

É amor, é amizade

Dizem que ao amar
Se perde a noção do tempo
Se ama é sendo amado
Tudo vira um sonho
A vida fica mais bela.

Mas, se o amor engana o coração
Dizendo que é amizade
Para não ficar distante
Ainda assim é amor.

Amizade que faz amar
Mesmo não sendo amado
Como quer o coração.

É a nossa história
Se é amor ou se é amizade
Deixo a vida acontecer.

Te amo de um jeito ou de outro
Sigo ao seu lado
É amor, é amizade.           

sábado, 6 de abril de 2013

É Bela

Mullher abençoada
Será mãe, ainda mais bela
Carrega a semente do amor
Uma criança que vai chegar.

Um presente que Deus lhe dá
E assim que sente
A beleza de ser mãe
Que abençoa e protege
Que cuida e agrada.

Em seus braços irá balançar
Cada dia uma história
Guardada no seu coração.

Mulher não se preucupe
Com o tempo
Do enjôo ao desejo .

Se aumentar o peso
E fugir de suas medidas
Ainda é minha amada.

E assim para sempre será
Eu e você e quando chegar
A nossa pequena Bela.        

sexta-feira, 5 de abril de 2013

Moeda de prata

Amanhece em meu recanto
Com orvalho no gramado
É um efeito perfeito
No caminho estreito
Entre a mata e o riacho.

Antes de sair de casa
Bebo meu café quente
A moda antiga
No fogão de lenha
E vou para escola.

Passo por caminho de terra vermelha
Entre a lama
É dia de chuva
A mata escura de um lado
Do outro um riacho azul.

Neste caminho certa vez
Uma antiga moeda de prata  encontrei
Decorada com um velho senhor.

Não sei quem era
Mas me lembrava
Meu querido avô.

Que contava histórias
Ensinando seus segredos.
A esse pequeno sonhador.

Caminhos a seguir
Histórias para serem contadas
Lembranças escritas em meu diário.

Sobre o dia que eu encontrei
Uma moeda de prata
Bem perto da escola sorriso azul.

          

Meu amigo cupido

Pequeno anjo
Que é meu amigo
Por quê faz isso comigo?

És responsável
Por flecha perdida
Passam os dias
A noite, o vento e o tempo
E o amor onde está.

Mas entre tantas ilusões
Não vou culpar
Meu amigo cupido
Que é portador do amor.

E assim te lanço um desafio
Para renovar a nossa amizade
Voe pelo mundo e procure
A metade do meu coração
O começo da felicidade
A razão para viver.

E quando a encontrar
Diga a ela em sonhos
Que de coração feliz
Venha ao meu encontro.

E quando passar o tempo
Nossos caminhos irão se cruzar
E o olhar encantado irá brilhar.

Se for amor saberei
Que é culpa do meu
Abençoado amigo cupido.

                   

quarta-feira, 6 de março de 2013

Entre o amor e a solidão


Vivo com meus pensamentos
Uma aventura constante
Não amo as ilusões
Que enganam com o tempo.

Minhas histórias
Ao passar os anos
Ainda serão contadas
Em uma noite estrelada
Ou amanhecer com neblina.

Vivo com duas direções
Ou é amor
Ou solidão.
Mas, cansei de viver assim
Vou fazer diferente
Coração vai voar bem alto
Para não viver mais
Entre o amor e a solidão.            


 


Imagem; Colorful Flower Background by Vera Kratochvil

sábado, 2 de março de 2013

Entardecer dos sonhos


O vento virou perfume
E o tempo estrela cadente
Uma mágica aconteceu
No encanto de um olhar.

Coração vai fazer um pedido
Com um beijo apaixonado
Te amo...casa comigo.

Neste momento
A vida muda
O sonho fica doce
Em seus olhos esmeralda.

O amor ganhou asas
Iluminadas por diamantes
Coração bateu mais forte
Neste entardecer dos sonhos
Que nunca mais irei esquecer. 


Entardecer dos sonhos         


Imagem;  Sunset At Istanbul by Can Atacan

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Enamorados no tempo


Aqui estou
O vento chega
Fazendo balançar as folhas
Que batem na janela.

É meu passatempo
Pensar aqui no tempo
Com o meu pensamento
Que me leva com o vento.

Ao piscar meus olhos
Uma lembrança
Me faz voltar no tempo.

Naquele momento
Fim de tarde
Era chuva de primavera.
Eu e você correndo no campo
Em chuva mansa
Não pensando no tempo.

Pingos que na grama caem
Ritmados por dois corações
Gotas geladas se aquecem
Quando tocam em seu belo sorriso.

A quem acredite
Que é o amor
Estão certos
Eu sei...

É amor
Um abraço apertado
Um beijo molhado
Que dedicado
Para ser quardado
Eternizado no coração.

E como um sonho que acontece
Na janela estou de volta
Eu e você
E nossa história.

Não somos mais jovens
A idade que cansa
Não apagou o nosso amor.

Ainda esperamos a chuva
Que carrega lembrança
Daquele momento.

Que reforça em nossas vidas
Que ainda somos
Enamorados no tempo.


Enamorados no tempo        


Imagem;  Wallpapers - Bridge by Larisa Koshkina

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Em meus olhos...Lua azul


Em noite iluminada
Pelo brilho de lua encantada
Feito um sonho
É Lua azul
Que me lembra a felicidade.

Aqui estou, neste mirante
Em um frio antigo castelo
Olhando da janela
Este iluminado céu.

Deste lugar sou guardião
Prisioneiro do meu coração
Que ainda sonha
E pela noite se liberta.

Deixando voar
Pensamentos
Iluminados pelo brilho
Deste azulado luar.
          

Em meus olhos...Lua azul

 Imagem;  City At Night by Petr Kratochvil

Amor no amanhecer


Quando chegar o amanhecer
Desperte de sonho encantado
E deixe seus olhos navegar
Pelas linhas desta declaração.
 
Que levam meus  pensamentos
Palavras em poesia
Direcionadas ao seu coração.
 
Saiba que em sonhos
Sempre irei me aventurar
Para encontrar você
Partirei em uma longa jornada.
 
Hoje vivo distante
Do encanto dos teus olhos
Mas não temo o tempo
A distância que sufoca.
 
Sei que meu coração é verdadeiro
Ele vai viajar pelo tempo
Passem os momentos dificeis
Quando a vida perder a cor.
 
E os passáros silenciarem
Ainda assim, estarei ao seu lado
Por que sou seu encanto
Seu sonho, alma gemêa que ti ama.
 
Como as chuvas de verão
Ou o vento nas campinas
Feito a emoção
De um beijo roubado.
 
Estou distante dos teus olhos
Mas a felicidade
Sei que vai me levar até você.
 
Receba esta mensagem
Meu pensamento e uma certeza
Que são palavras
Com faiscas de amor
Para encantar o seu dia.
 
 
 
 
Imagem; Sunny Day by Larisa Koshkina
           

Palavras no tempo


Quando passar o tempo
Deixarei minha história em poesia
Meus sonhos e aventuras
Reais e fantasias.
 
Para ser  lembrada
Guardada no coração
Que é uma caixa do tempo.
Assim como eram as cartas
Em garrafas lançadas ao mar
Assim será...

Minha história em poesia
Sendo encontrada
Por coração inocente.
 
Minhas recordacões
Repassadas em escrita
Palavras em viagens no tempo
Viajando pela eternidade.
 
 

 Imagem;   Beautiful Sea View by Petr Kratochvil
 
 
 
 

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Boa viagem meu anjo


Vou seguir meu coração
Ao lado de Deus
Que vai me guiando.

Uma lágrima deixo cair
Pode parecer tristeza
Mas no fundo não é.

Vou buscar a felicidade
E deixo o meu jeito especial
Que é inesquecivel aos
Amigos que conguistei...

Em cada sonho
Em cada estrela
O meu desejo que
Tudo vai dar certo
Sempre que eu escutar
Boa viagem meu anjo.

Entre os muros do coração

Dias que passam lembranças perdidas Coração alarmado. Por que chora? Por que fica assim? Olhar perdido Sem direção. Ao criar um ...