quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Quando sonhar




 Em noite de paz
Ao olhar pela janela
Verá o rabiscar no céu
De estrelas cadentes.

Que todos já sabem
Que uma delas certa vez
Caiu no seu jardim.

 E entre os encantos da noite
Quando se lançar em seu sonho
Deixará as lágrimas da ilusão
Não mais te tocar.

E ao passear por infinitos jardins
 Ganhará asas
Para tocar nuvens celestes
Entre montanhas encantadas
Iluminadas pela estrela do amanhecer.

Sonho especial
Que a seu olhar encanta
Fazendo sua alma iluminar
Neste sonho
Feito reflexo de paraíso.

Ao despertar
Perceberá a simplicidade
Que o sonhar é o desejo de conquistar
Dias melhores e o caminho da felicidade
Que sempre aparecem
Quando chegar o doce sonhar.







Estrelas por Luis Robles



terça-feira, 22 de novembro de 2011

Sentimento na palma da mão



Para dizer uma palavra
Não é preciso lançá-la ao vento
Mas, no sorriso e olhar
Deixar-se encantar.

Para falar ao coração
Não é preciso ter voz
Mas, ter o momento
E o sentimento na expressão.

Sentimento que se resume
Quando surgem
Palavras na palma da mão.

São sinais para dizer
E assim demonstrar
A força da amizade
De um jeito especial.





Flor em mãos por Anna Cervova

domingo, 20 de novembro de 2011

Pedras e correntes pelo caminho




O que fazer
Como se libertar?
Para achar novamente
 Um motivo para sonhar.

Caminhos são difíceis
Com pedras e correntes
Que é preciso enfrentar.

Se for difícil achar a saída
Para as dificuldades desta vida
Deve deixar partir solidão
O que machuca o coração.

Para que as lágrimas
Que caíram pela ilusão
Fiquem como lembranças perdidas
Que não se deseje recordar.

Ao se libertar
Entenderá a força do seu coração
Do querer conquistar
Dias melhores
E assim recomeçar.










Uma pedra por Piotr Wojtkowski

Elo da cadeia por Peter Griffin














Nas batidas do meu coração



Ao relógio que bate
Não para
Não teme ao tempo
Ao momento e sentimento.

Relógio que bate
E quando cai
Despedaça-se e reconstrói
Mas não para
Continua a bater.

É o meu coração
Feito relógio que bate
Que marca a saudade
As lembranças
E o sorriso de um grande amor.

Ao coração que bate
Meu relógio de vida e do tempo
Que não teme
 O vento da tempestade.

Coração do tempo
Ou relógio da vida
Que ao passar do ponteiro
Descobre uma nova batida
De emoção e sentimento.





 Velho relógio em sépia por Vera Kratochvil

sábado, 12 de novembro de 2011

Seu olhar estrelado



Ao contemplar o céu
Pela noite
Seu olhar estrelado
Direciona o seu pensamento.

Ao cruzeiro do sul
Lança embora a solidão
  E pelo caminho de Santiago
Pode dedicar seu coração.

Estrela cadente passou
Coração bateu mais forte
Pelo pedido lançado
Seu coração já sentiu.

Que a felicidade
Vem lhe abraçar
Nesta noite encantada
De céu e olhar estrelado.

Uma ótima noite
Que já sabe
Que és bem mais
Que um sonho encantado.









Estrelado fundo por Petr Kratochvil

Ventos da poesia



Quando chega este sentimento
Que vem com o vento
Ao passar pela janela 
Sendo letras encantadas
De horizonte distante.

És inspiração que acontece
Para se encontrar
 No coração do poeta.


E neste momento
De renovação do pensar
Que não há como saber
Quando chegará.

Mas, deixando a janela aberta
Encantará o poeta
Dando asas à sua imaginação
Como a alegria no amanhecer.





Madrugada por Teodoro S Gruhl

sábado, 29 de outubro de 2011

A amizade ganhou asas



Certo dia aconteceu
Feito um sonho tão belo
Nos caminhos que levam
Em tantas direções.

Fizeram que dois corações
Se reencontrassem
Como irmãos.

Almas angelicais
Que o destino apresentou
E assim viviam 
A compartilhar seus sonhos
Amores e frustrações
Em tantas aventuras e emoções.

Mas quis o tempo os separar
Colocar um abismo
Que é difícil ultrapassar.

Mas corações amigos
São guerreiros
 Vencedores, não desistem.

Sem temer a distância
Deixaram criar asas
Em seus corações.

Rompendo o céu
Seja pelo dia ensolarado
Ou pela noite estrelada.

A amizade ganhou asas
No coração de dois amigos
Que seguem suas histórias
Nesta vida abençoada.





Corações por Vera Kratochvil

Sonhando com a felicidade

 

 Observo o tempo que passa
Minha vida e história
Como um grande livro
Que nunca chega ao fim.

Da minha janela
 Azul cor de céu
Fico sonhando
 Mais uma vez.

Quando distante
Percebo a chuva chegar
Se misturando com o entardecer.

Poder especial
Beleza em imagem
Efeito natural
Que não canso de admirar.

Está mistura poética
O sol, a chuva e o entardecer
Também acrescento
O belo amanhecer
Que espero chegar.

E assim da minha janela
A vida segue
E o meu coração
Continua sorrindo
Feliz vivendo sua história.

Compartilhando amizade
 Aos amigos que sonham
E também vivem suas histórias.

Esquecendo as tristezas
Se encantando com o horizonte
Ou a alegria em receber
Um sincero abraço apertado
Quando o sonho vira realidade
Em um novo amanhecer.







Homem na praia no por do sol por Kecia O'Sullivan

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Fascinantes olhos de águia



Olhar penetrante
Que  prende, fascinante
 Que devasta, não perdoa
Perdido coração.

Seja hipnótico
 Olhos de águia
 Com sentimento veloz
Feito raio de emoção.

Olhos faiscantes
Que derrubam com força
Deixam sem ação.

Olhar encantado
Que é difícil esquecer
Transformaram perdido coração
No guardião de uma forte paixão.



Fascinantes olhos de águia




Olhos closeup por Petr Kratochvil

domingo, 23 de outubro de 2011

Amanhecer para olhos de anjo



Quando chega o amanhecer
Deixo o coração sonhar
Para buscar em palavras
Minha fonte de vida
No caminho da felicidade.

Quero perceber
O tempo, o momento
E o meu coração
Que compartilha sonhos.

Rabiscando emoções
Entre descobertas e encantos
Em cada letra encantada
Que mergulhada
 Em sentimento dourado.

Sempre surpreende
 Um bom coração
Que tem olhos de anjo
Quando chega o amanhecer.





Nascer do sol por Bobby Mikul

domingo, 16 de outubro de 2011

Sonhos no Luna Angel



“ Quando estou triste
Esquecer o que aborrece
E o melhor caminho a seguir.

Deixo o pensamento voar
Navego por minhas emoções
Fazendo da noite reflexão.

Depois de lágrimas derramadas
Coração despedaçado
Merece recomeçar.

Adormeço pelo som do vento
E assim posso viajar
Pelo sonho.

Onde não existe o tempo
E o sol nunca deixa de brilhar
Sendo sempre
Encantado amanhecer.

Sinto a brisa
 Que chega a minha face
Já não estou em terra
Mas feliz coração 
Navegando pelo mar.

Barco dos meus sonhos
Com velas brancas
Brilhante pelo sol.

Refletindo sua imagem
Feito pintura ondulada
Pelas leves ondas do mar.

Sigo o meu caminho
Abordo do Luna Angel
Meu navio encantado
Onde sempre é possível
Recomeçar...





Imagem; Barcos no mar por Vera Kratochvil

terça-feira, 11 de outubro de 2011

Entardecer com chuva fina




Chuva fina que cai
No entardecer
Gotas delicadas
No telhado marrom.

Percebo a beleza
No som das gotas
Que sintoniza
Meu coração ao seu.

Momento que encanta
E me orienta a pensar
Onde anda você.

Gotas que caem
Trazendo a lembrança
De seu sorriso encantado
Que me parece
Chuva fina no entardecer.




imagem; Depois da Chuva por Tom Genovese





segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Feliz coração balão




Seu coração é assim
Soltando imaginação
Deixando o pensamento voar
Carregado de amor e emoção.

Coração que se lança ao céu
Seguindo seu caminho
Deixando a esperança
Feito vento lhe guiar.

Feliz assim você é
Coração balão
Que navega pelo céu.

E pelo entardecer ou amanhecer
 Tem a chance de compreender
A sua história e importância.

Compartilhando seus sonhos
Sua bondade e amizade
E assim você é
 Com carinho e emoção
Feliz coração balão...




Imagem; Iluminação Coração por zaldy icaonapo


sexta-feira, 30 de setembro de 2011

Composição poética



Som do coração
Emoção e sentimento
Que atravessa o tempo
Como lembranças
Lançadas ao vento.

Notas musicais
E poesias angelicais
Que se harmonizam
Na visão do escritor
Que virou compositor.

Fazendo das alegrias
E tempestades
Eternas melodias.

Letra e canção
Direcionadas ao vento
Rompendo o tempo.

Composição assim
Efeito mágico da poesia
Será lembrada como um sonho
Quando o poeta descobriu
 Ser compositor. 

Composição poética


Imagem; Caneta de pena por Teodoro S Gruhl



terça-feira, 27 de setembro de 2011

Um sorriso para a lua



Já passou tanto tempo
Depois daquele encontro
Que como um sonho terminou
E nossos caminhos
Seguiram outra direção.

Ainda sei onde está
Depois do horizonte
E os mares da emoção
Quem sabe
 Ainda vivo no seu coração.

Se ainda pensa em mim
Não sei
Mas estou aqui
Pensando em você.

Quando a noite chega
Fico a contemplar o luar
Queria tanto te abraçar.

Mas tenho somente a saudade
Do seu sorriso inesquecível
Que pela lua se forma
E como um espelho
Posso te admirar.

Mandei-lhe um recado
Para a lua te entregar
Foi o meu sorriso
E o meu carinho.

Lua que me entende
Leva a minha saudade
Fica o meu coração
E o olhar perdido no horizonte.

 Imaginando seu sorriso
Se ainda pensa em mim
Quando olha para a lua.





Imagem; Este lado da lua por Randi Klugiewicz

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...