sábado, 12 de novembro de 2011

Ventos da poesia



Quando chega este sentimento
Que vem com o vento
Ao passar pela janela 
Sendo letras encantadas
De horizonte distante.

És inspiração que acontece
Para se encontrar
 No coração do poeta.


E neste momento
De renovação do pensar
Que não há como saber
Quando chegará.

Mas, deixando a janela aberta
Encantará o poeta
Dando asas à sua imaginação
Como a alegria no amanhecer.





Madrugada por Teodoro S Gruhl

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...