domingo, 1 de fevereiro de 2015

É bela é lua de mel

Admiráveis lembranças
Que em segundos
Me lançam ao passado.

Depois de uma festa
Com poesia e canção
Brotava o desejo.

Dois corações
Em lua de mel
Uma viagem
Um passeio de balão.

Com coragem partimos
E o frio ao nosso lado
Que separado foi
Por um abraço apertado.

Um beijo nascia
A favor  do vento
Onde o tempo e perfeito
É naturalmente.

Sem ter pressa
Sem paradeiro
Apenas admiravamos
Envolvente passeio.

Vento gelado
Chuva forte
Tempestade tropical.

Aurora boreal
Outrora é mágica
Rabicos encantados
Portais para outras dimensões.

Aventureiros a sonhar
Das alturas admirar
Lagos, montanhas distorções enigmáticas
Névoas e oceanos
Que me pareciam sem fim.

Orcas em velocidade
Reais para muitos!
São monstros marinhos?

Muralhas sem fim
Florestas petrificadas
E o deserto que não se sabe
O que é real ou miragem
Ate um oásis no meio do nada.

Inesqueciveis lembranças
A cada momento
Ínumeras histórias a contar.

60 anos de aventura
Ate a eternidade
Enfim chegar.

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...