quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Refúgio e liberdade



Quando amanhece
Arrumo a mochila
Com providências para acampar
Meu diário, minha câmera
E um pedaço de lápis azul.

Deixo a cidade
Para entrar na floresta
Até meu refúgio
Que é uma velha casa na árvore.

Onde posso contemplar
As árvores, os passáros
E as montanhas no horizonte.

Liberdade que brota neste lugar
Pela força da natureza
Chega com o vento
Trazendo o recomeçar.

Ficarei neste dia
Vivendo este momento
Até o cair da noite
Para as estrelas observar.

Isto não é sonho
Mas parecia
No momento que acontecia.

Esqueço as magóas
Lágrimas e ilusões
E adormeço sem ter medo.

Tenho fé, Deus e as estrelas
Em meu refúgio
Eu posso acreditar
Que ao amanhecer
Terei liberto meu coração.


Refúgio e liberdade 


Imagem;  Hiking by Andrea Schafthuizen
                                    

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...