segunda-feira, 25 de novembro de 2013

Ao caminhar no tempo

No amanhecer irei passar
Sou viajante nesta jornada
Que marco a cada passo
Tenho a estrada como morada.

O céu e as nuvens me acompanham
Vigiam meus passos
Seja em meu dia ou na noite
Com a luz das estrelas.

Podem dizer que viver assim
Não tem sentido
Sem se prender no cotidiano
É certo não é facil andar sem destino.

O desejo de encontrar algum lugar
Ou apenas para olhos atentos
Ser encontrado.

O que tenho junto ao vento
Alegria em viajar
Dia após dia
E se cansar sou caroneiro.

Paisagens se mostram em cada lugar
Tenho todo tempo para contemplar
Cada detalhe, o trem passando
Ao lado da grande montanha.

Um momento, apenas um segundo
Uma borboleta que pousa na flor
Um passáro pequeno é o beija flor
Uma lágrima  de alegria
É minha em poucos momentos.   
            
Tantas histórias posso contar
Escrevo e guardo na velha mochila
Bem ao lado de um rascunho esquecido.

“ Tudo passa
A vida é como um sonho
É como vento, um delicado cristal”

Está é a minha vida
História e jornada
Com a poesia no ar
Quero caminhar no tempo.

               

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...