domingo, 17 de janeiro de 2016

Entre letras e orvalho

Espero chuva de janeiro
Brilho do luar
O amor que fascina
Que me faz sonhar.

Desperta inspiração
Com letras e notas musicais
Declamação e canção.

Vale o que se lê
O que sente o coração
Poemas e rabiscos
No velho diário
De papel esmeralda.

Tem capa antiga
Desenhada por gotas de orvalho
Que se misturam as lágrimas
Quando o poeta volta a escrever.

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...