segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Lágrimas de um coração sonhador



Vivendo em seu mundo distante
Além dos sentimentos e da emoção
Está o poeta e seus pensamentos.

Que se apresentam nas palavras
Capazes de transformar
Sonhos em realidade
Revelando seu coração sonhador.

Entre viagem pelo mundo
Dos oceanos azuis
E das estrelas e planetas distantes
Oferece a sua essência
A quem querer sentir
Sua emoção.

Coração sonhador
Que percebe nos pássaros
Que voam para o horizonte
O tempo passando
E os caminhos se formando.

Pássaros que seguem
Em sua jornada
Quando cansados
Passam sempre pela janela
Deste coração sonhador.

Que em dias felizes
Recebe agradáveis visitas
De anjos que vêm lhe abraçar
Fazendo-o esquecer
Que és deste lugar.

Sabendo que não é um anjo
Não tinha asas
Mas apenas seu coração.

Que lhe faz voar
Para ajudar a quem precise
Pelas forças de suas palavras.

E quando as lágrimas
 Chegassem pela vida
De coração sonhador.

Nem o poeta poderia evitar
As lágrimas não são palavras
Que se podem apagar.

Palavras podem ficar
Distantes do poeta
Coração sonhador
Mas as lágrimas não.

Lágrimas que fazem perder a emoção
Esquecer o mundo que construiu
Suas palavras parecem não ter razão.

Quando um coração chora
Sendo poeta e sonhador
Melhor seria escrever
Mas não se consegue.

E certo esquecer
Deixar anoitecer
Esperar por um novo dia.

Coração sonhador quando chora
Parece chuva fina
Caindo pelo jardim.

As palavras que ficaram distantes
Partiram além do horizonte
Sou este poeta
Coração sonhador
E quando amanhecer
Irei recomeçar...




Imagem; Chuva por Teodoro S Gruhl