sábado, 8 de janeiro de 2011

Chuvas em Janeiro


Como presentes de Deus

Na Terra caem

Gotas geladas

Percorrendo a face, suavemente

Lavam-se a alma.

Feito principio de felicidade

Antes do sol se abrir

Mostra-se na mais completa realidade.

Se existir momento assim....

Na ligação ao homem e natureza

Talves bem guardado estará.

Como as chuvas são

Em simples ação natural

Que Se coloca em encontro

Gotas cristalinas

Em um sorriso cintilante.

Que acabam por completar

Que gotas geladas são

E como dádivas caem.

Encantando, fazendo algo especial acontecer

Transportando a leveza e a transparência

Fazendo de uma alma

Lavada e renovada

Até as próximas chuvas de janeiro.

Eu e minha máquina do tempo

São 16:45 no velho relógio de bolso É inverno em Londres Fria tarde de 1875. Dias que passam sem sol Apenas nuvens vem dançar Carr...