sábado, 18 de junho de 2011

“ Os Caminhos de um cavaleiro...



“ Quando chega o amanhecer
No alto de uma colina
Surge imponente
Um jovem cavaleiro
Em seu cavalo branco.

Que em sua jornada pela vida
Partiu buscando a felicidade
Em caminhos que nunca terminam.

Fazendo cada vez mais
Tornar o jovem cavaleiro
Experiente na maior viagem
De todos os tempos
O viver e aprender.

 A todo momento
Pelos caminhos segue
Passando por vales distantes
E gigantescas montanhas
Que chegam a tocar o céu.

Vencendo a chuva
O vento gelado
E a tempestade quando chega.

As pedras pelo caminho
Com seu cavalo branco
Consegue destruir.

Vencendo batalhas
Não importa o frio da noite
Ou calor do deserto
Jovem cavaleiro continua.

Com seu sonho
Crescendo a cada dia
Em seu brasão
Sua história
Sua honra é a sua espada
Que não fere
Mas o protege do Mal
Que sempre insiste em se aproximar.

Nesta jornada
A todo instante
Seus pensamentos
Misturam-se
Entre alegrias e tristezas
Que pelo caminho enfrentou.

Amores, sonhos e ilusões
Aventuras vividas
Batalhas vencidas
E derrotas amargas
Que deixaram cicatrizes
No coração do jovem cavaleiro.

Vida que segue
Em Caminhos encantados
Onde os Sonhos se misturam
E as tempestades são conquistadas.

Fazendo o jovem cavaleiro
 Não temer o desconhecido
Fazendo-o mergulhar em mistérios
Que a cada dia em sua vida
Fazem-lhe refletir.

Pelo dias de calmaria
Ou pelas noites escuras
Com a companhia das estrelas
Em seu caminho iluminado
Pelo brilho do luar.

Jovem cavaleiro
Em busca de seus sonhos
Segue seu destino.

Pelos mistérios
E encantos
Enfrentando o perigo
Não teme
Não se corrompe
E no amanhecer se renova.

Pelas viagens de um jovem cavaleiro
Em sua jornada pela vida
Ao lado de seu cavalo branco
Que ele sempre chama de esperança.


É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...