sábado, 14 de maio de 2011

“ Depois do jardim...


   
“ Por muitos anos
Uma jovem Flor
Ao Jardim encantou.

Felicidade se completava
No canto dos pássaros
Na leve brisa
Que chega pela manhã.

Ou pelo pôr do sol da primavera
Que feito um sonho dourado
Enriquecia aquele Jardim.

Mas como tudo na vida passa
A história daquele Jardim
Havia chegado ao fim.

Cidade avançando
E aquele pequeno pedaço de terra
Que para gananciosos
Corações de pedra
Não valia uma reflexão
Um pensamento
Ou uma admiração.

Mas tão belo Jardim
Tinha o seu guardião
Embora cansado pela idade
Era um bom senhor
Que daquele Jardim
Tinha uma profunda admiração.

E por muitos dias
Pela manhã de sol brilhante
Ou pela leve garoa de primavera
 Todos os dias
 Cuidava do feliz Jardim.

Ate o dia que os olhos
 Do sábio ancião
 Não abriram mais
Sei que é triste
 Mas foi assim que aconteceu.

Condenada todas as Flores
Agora estariam
 Seu amigo havia partido
Entregues ao destino
As tristes Flores
Agora somente esperavam.

Mas da idéia de uma criança surgiu
Uma simples solução
O Jardim seria destruído
Não havia como evitar.

Aquela criança
Um anjo pequeno
Com coração solidário
Reuniu seus amigos
Em uma grande ação.

E pela manhã
Ao se encontrarem
Perto do Jardim
Homens, mulheres, crianças
E sábios anciões.

Cada coração
E sua ação amiga
Levariam para casa
Uma pequena Flor.

Fazendo com que o Jardim
Não se acabasse completamente
Mas continuaria
Sua jornada
Com suas belas Flores
Em horizontes distantes.
 
Encantando e trazendo
Bons pensamentos
A quem possuísse
Uma Flor do estimado jardim.

Jardim de flores separadas
Foi o que aconteceu
E a intenção amiga
Daquelas pessoas
No final seria positiva.

E este menino
 Que relata esta história
 Sentiu-se
Feliz pelo que tinha feito.

E ao final do dia
Ao andar pelo lugar
 Onde se encontrava o Jardim
Não havia mais o encanto das Flores
Mas a lembrança da ação amiga
Feita para salvar
 As Flores daquele Jardim.

 Que dia abençoado
Foi assim especial
Espero que meu amigo
Que se encontra hoje no céu
Não fique triste
Mas feliz
Seu Jardim se multiplicou
Vai encantar muitos corações.

Já me despedindo
Do antigo Jardim
E das felizes lembranças
Que vivi ali.

Preparava-me para ir embora
Mas parei por um instante
E lá no canto
Do antigo Jardim
Bem escondida ainda
Encontrava-se
Uma última Flor.

Que tão bela
Ela era a última Flor
 Daquele Jardim
A colhi com todo cuidado
É a levei para minha casa.

Minha bela Flor
Foi a última encontrada
 Naquele Jardim.

Tão bela Flor
Não sabia
Mas seria o começo
De minha história.

De um jovem coração
Que feliz se encantava
Com a beleza das Flores
 Jardineiro fiel
Coração amigo
Amante das flores.

Começo a construir
O meu maior sonho
Um grande Jardim.

Em especial homenagem
Ao meu amigo
Que hoje vive no céu.

E aos amigos que percorrem
Minhas escritas
Saibam que o nome desse Jardim
Será especial
Como as Flores da amizade...
E assim será.

E quando estiver pronto o meu Jardim
Venha admirar, você será meu convidado.
Como as manhãs de primavera
Que sempre vem
Ao meu encontro.

E que assim seja
Está história
Por muitos e muitos anos.



É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...