terça-feira, 3 de maio de 2011

“ Quando o poeta se apaixona...



“ É fácil dizer
Que quando poeta escreve
E por que vive em sonhos
Ou simplesmente
Por que vive apaixonado.

Por um momento
Tudo que dizem
Pode ser verdade.

Quando o poeta escreve
Para o mundo
Palavras que surgem
De forma natural
Retratam tantos sentimentos.

E assim na vida
Quando o amor acontece
Na vida de um poeta
Em sua mais plena essência.

Amor que não se inventa
Acontece assim
Naturalmente
Não diz quando chega
Podendo nascer
Em dias de outono
Pelas noites da primavera
Ou pelas madrugadas de inverno.

Amor que chega
Na vida de um poeta
Fazendo coração
Bater mais forte.

Rabiscos e rascunhos
Tornam-se
Mais detalhistas
Quando o poeta
Aventura-se por palavras
Que representam o amor.

Coração e sentimento
Pensamento e inspiração
Cada dia bate mais forte
Quando o poeta se apaixona.



Eu e minha máquina do tempo

São 16:45 no velho relógio de bolso É inverno em Londres Fria tarde de 1875. Dias que passam sem sol Apenas nuvens vem dançar Carr...