Translate

domingo, 1 de maio de 2011

" Um dia na vida de um escritor...


“ Amanheço depois
De uma noite de sonhos
Abro a janela
Percebo as nuvens fazendo
Desenhos especiais.

No jardim, pequeno pássaro
Beija-Flor voa
Batendo asas em velocidade
E as flores disputam à atenção
Do pequeno conquistador.

Da janela
Percebo o jardineiro
Que cuida das flores
De uma forma especial.

Vento passageiro
Que traz o perfume
Da colina
Rodeada de rosas
Misturadas com o orvalho
Do amanhecer.

Horizonte fica distante
Tão belo é o amanhecer
Hoje terá céu azul
Ou quem sabe
Chuva fina vem
E torne o dia
Mais aconchegante.

Vida de escritor
É igual
A todo dia natural.

A vida segue calmamente
Sendo observada pelo escritor
Onde tudo
Pode ser retratado.

Compartilhando o pensamento
E o sentimento
 E a percepção que invade
Seu coração.

Preenche sua alma
Com a essência
Da gratidão
Pela vida
Pela inspiração
Que domina seu coração.

Como um amanhecer
Ou entardecer
Na chuva fina que cai
Ou no sol quente
Nas tardes de verão.

Estações que para o escritor
São sempre um grande inspiração
Primavera, verão
Outono ou inverno.

Para um escritor
As palavras são feito portal
Para viajar nas palavras
Pelo mundo
Onde o pensamento leve
Para lugares distantes.

Não sendo preciso
Conhecer o mundo
Mas deixar a imaginação fluir.

Um dia na vida de um escritor
E conhecer a mágica da vida
Acontecendo a todo instante
Sem a pressa do dia a dia.

E assim tudo é natural
Como a chuva fina
Que cai mansamente
Ou como o entardecer
Que se despede de mais um dia.

E assim tudo acontece
Por mais um dia
Na vida de um escritor.



Um lápis, um sorriso

Te admiro Lhe faço declarações Desenho jardins. Campos floridos E você a dançar Entre as folhas. Um sorriso Um lápis Um sonho Nossa...