segunda-feira, 4 de abril de 2011

“ Aprendi com a distância...


    “ Durante a vida
Procuro respostas
Em pensamento
Volto-me ao criador.

Queria saber por que meu destino
Coloca as pessoas que amo
Bem distante de mim
Não entendo destino assim.

Perto de mim não encontro
Um abraço amigo
É só incerteza, ingratidão
E os amigos não são verdadeiros.

Talvez exista uma resposta
Que meu coração
Ainda não sabe
Como encontrar.

Sou feito prisioneiro
De uma realidade
Que não consigo fugir.

À distância
Mostra-se como um sonho bom
Quando falo ao telefone
Com um amigo distante.

Sonho que termina
Quando acaba a ligação
E assim até a distância
Não suporta
Tamanho desafio.

Amores, amizades
Na distância  
Tudo é tão difícil.

Mas tudo pode mudar
Em um novo dia
Dizem que um simples abraço
Tem seu valor.

Embora viva
De abraços distantes
 Que vem ao meu encontro
Como os pássaros
Que procuram descanso
No final da tarde.

Pode não ser apenas um
Quem sabe mil ou até um milhão
Eles sempre vêem ao meu encontro
Devo agradecer
E agradeço
Eles sempre vêm.

E difícil tentar entender
Porque destino
Brinca comigo.

Distância maltrata
Coloca em dúvida
A busca dos meus sonhos.

Mas é preciso acreditar
É acredito
Que minha missão e assim.

Amar a distância
E esperar que um dia
Voltem como os pássaros.




É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...