quarta-feira, 27 de abril de 2011

“ Olhos de fogo...



“ Olhar penetrante
Efeito paralisante
Olhos flamejantes.

Feito uma flecha afiada
Que me acerta
Sem demora.

Nada se compara
Aos olhos de fogo
Que me domina.

Pele marrom
Cor de canela
Jóia e formosura
Encanta-me.

Apaixonado assim estou
Por morena
Olhos de fogo
Que o meu coração
Não consegue esquecer.

Se posso conquistar
Olhar assim
Deixo que o tempo
Um dia me responda .

Enquanto o tempo
Não se manifesta
Fico admirando olhos de fogo
Desta morena que me fascina
E me deixa encantado.

Quando ela passa
Com seu jeito especial
Com seu olhar de fogo
Que não canso de recordar.






Eu e minha máquina do tempo

São 16:45 no velho relógio de bolso É inverno em Londres Fria tarde de 1875. Dias que passam sem sol Apenas nuvens vem dançar Carr...