sábado, 5 de março de 2011

“Olhos de gato...



"Ao observar atento
No meio da escuridão
Percebe um mundo distante
Que confunde realidade e fantasia.

Mas somente na escuridão
Criatura fascinante
Com olhos de gatos percebe
O que ser humano não pode saber.

E quando vem o amanhecer
Faz-se gracioso
 Sendo fácil de encantar
Pois não há animal mais cativante
Quando recebe sua atenção.

Por passar por entre as pernas
De quem escreve com tanta perfeição
Falando de olhos de gatos
Que dizem
Pode-se perceber o tempo.

Ou a sua própria previsão
Se vai chover ou fazer sol
Eu não posso saber
E se quiser descobrir
Olhe nos olhos de gato
E vai entender
Que animal fascinante.

Que seus olhos não dizem outra coisa senão
A certeza que olhos de gato
São mensageiros de mundo distantes.

Que se encontram em lugares perdidos
Que só se pode encontrar
Tendo olhos felinos
Tendo olhos de gato.

É bela Tarde

Corre o dia Como o rio que não volta A tarde que enfim chega Vem trazendo doçura. Um café da tarde Um chá tailandês  Uma velho...